\"\"

23.4 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, fevereiro 27, 2017
trofeu-best-swimming-2014

4x100 medley masculino, Mundial de Doha

Campeonato Mundial FINA em Piscina Curta

A vitória que fechou o Campeonato Mundial de Piscina Curta em Doha emocionou a todos. E sensibilizou ao Painel de Especialistas que deu mais da metade dos votos para reconhecer o 4×100 medley masculino como o Melhor Revezamento do Brasil em 2014.

O time mudou três das quatro peças entre eliminatórias e finais. Apenas Marcos Macedo foi mantido no borboleta. Guilherme Guido entrou no lugar de Henrique Martins, Felipe França entrou na posição de João Gomes Jr. e César Cielo fechou no lugar de João de Lucca.

A expectativa era de medalha, o ouro nem se pensava. Guido abriu o costas (50.11) na terceira posição. Felipe França fez um bom parcial (56.73), mas ainda entregou na mesma posição. Marcos Macedo (49.63) caiu em relação aos adversários e entregou no quarto lugar. César Cielo partiu para a recuperação e já nos 50 metros ocupava o segundo posto. Conseguiu um final muito bom (44.67) e deu a vitória ao Brasil que garantiu o título de campeão mundial em Doha no quadro de medalhas.

Também foram citados e votados pela ordem: Revezamento 4×100 livre misto dos Jogos Olímpicos da Juventude com Matheus Santana, Luiz Altamir Mello, Giovanna Diamante e Natália de Luccas, Revezamento 4×50 medley Dream Team campeão em Doha com Guilherme Guido, Felipe França, Nicholas Santos e César Cielo, Revezamento 4×100 livre do Pinheiros campeão do Maria Lenk com todo mundo para 48 com João de Lucca, Bruno Fratus, Marcelo Chierighini e Leonardo Alcover, e outro revezamendo do Pinheiros, o 4×200 livre do Finkel, recordista sul-americano com João de Lucca, Gabriel Ogawa, Leonardo Santos e Henrique Rodrigues.